Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista – Jennifer E. Smith

Nome original: The Statistical Probability of Love at first sigh
Ano: 2013
Escritora: Jennifer E. Smith
Editora: Galera Record
Páginas 224
Saga a que pertence: Volume único

Da lista de livros mais fofos, este com certeza ocupou um dos primeiros lugares!

A probabilidade estatística do amor à primeira vista conta a história de Hadley, uma adolescente Nova-iorquina que ainda sente mágoas do pai, que está se casando novamente. Ela acaba de perder seu avião para a cerimônia, por 4 minutos de atraso, mas não está nem um pouco chateada, pois não queria ir e mesmo remarcando o horário chegará a tempo. O que ela não esperava é que esses 4 minutos poderiam mudar sua vida completamente. Ela e Oliver – que está indo para Londres junto com ela por coincidência – tornam-se amigos no aeroporto e descobrem que uma viagem de 24 horas pode parecer uma eternidade.

Eu não sei como esse livro não foi escrito pela Stephanie Perkins! (Escritora de Anna e o Beijo Francês), ou, como foi que a Jennifer não escreveu Anna e o Beijo Francês! Ele tem toda essa essência fofa, enigmática, confusa, romântica. Os diálogos são bem-pensados (difícil encontrar alguém que fale do mesmo jeito que esses personagens nos livros), estilo ~Estou falando isso mas quero dar ênfase em cada palavra para que você entenda que há uma mensagem subliminar~ e é quase inacreditável que tudo se passa em um dia, tamanho o conteúdo do livro. O Oliver é um sonho de consumo: Britânico, inteligente, atraente. E a Hadley é engraçada, esperta, determinada e um pouco impulsiva. A leitura é super rápida, tem poucas páginas e os personagens são assim, cativantes. Conforme a história vai se passando nós vemos as mágoas da Hadley, a história de Oliver e como eles se encaixam um no outro como se fosse algo natural. É um livro perfeito para quem está começando com o hábito de ler, principalmente para pré-adolescentes (não tem nada “pesado”), e é uma história que conta sobre o destino, superação, “e se” e perdão. Eu acho que a moral da história dele é: Não adianta “contornar” o destino, pois ele vai dar um jeito de fazer você acabar daquele jeito. Assim como é óbvio que um avião não é pontual, 4 minutos podem mudar sua vida, quer você queira ou não.

Ele é narrado em terceira pessoa, mas ele tem Hadley como protagonista, é o narrador onisciente dos pensamentos e emoções dela, enquanto Oliver continua uma incógnita até certo momento. Dei uma olhada nas outras obras da autora e percebi que ela escreve sempre assim, histórias de romance YA, ou seja, estou completamente louca para ler outros livros dela! ♥♥♥

— Então — pergunta a mulher, retirando da bolsa um par de tapa-ouvidos de espuma. — Como vocês se conheceram?

Eles se olham rapidamente.

— Acredite se quiser — diz Oliver —, foi neste aeroporto.

— Que incrível! — exclama, parecendo realmente surpresa.

— E como foi?

— Bem — explica Oliver, sentando-se —, eu fui gentil, na verdade, e ofereci ajuda com a mala. Aí começamos a conversar e uma coisa levou à outra…

— E ele está carregando a minha mala desde então.

— É o que um cavalheiro de verdade faria — diz Oliver com modéstia exagerada.”

Anúncios

8 comentários sobre “Resenha: A Probabilidade Estatística do Amor à Primeira Vista – Jennifer E. Smith

  1. Pingback: Resenha: A Geografia de Nós Dois – Jennifer E. Smith | Cappuccino, Inverno e Livros

  2. Pingback: Resenha: Não sou esse tipo de garota – Siobhan Vivian | Cappuccino, Inverno e Livros

Comente o que achou da postagem. Dê dicas, sugestões e ideias também!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s